Síndrome de CREST

A síndrome de CREST é o anterior nome da denominada esclerose sistémica cutânea limitada. Em contraste com a esclerodermia difusa, a esclerodermia limitada está restrita aos dedos ou membros distais (sem envolvimento do tronco) e apresenta uma evolução mais benigna e indolor.

A maioria dos doentes com esclerodermia limitada desenvolvem as características da síndrome de CREST, que se caracteriza por calcinose (depósitos de cálcio subcutâneos), fenómeno de Raynaud, disfunção do esófago, esclerodactilia (dedos finos, pálidos e com esclerose) e telangiectasia (dilatação prolongada de pequenos vasos sanguíneos superficiais).
O envolvimento dos órgãos internos está normalmente limitado ao esófago e a outras partes do tracto gastrintestinal, sem envolvimento dos pulmões.

O termo "síndrome de CREST" deve ser substituído por "esclerodermia limitada" porque muitos destes doentes não apresentam todas as características da CREST.