História da empresa

Em meados da década de 1960, três cientistas - Leif Wide, Rolf Axén e Jerker Porath - convenceram a gerência da Pharmacia a colaborar com eles no desenvolvimento comercial do respectivo meio de separação, Sephadex, como fase sólida dos testes de imunodiagnóstico. Foi o primeiro passo para o desenvolvimento da ImmunoDiagnostics.

Simultaneamente foi descoberta a imunoglobulina E (ou IgE) por duas equipas de investigação separadas, uma nos EUA, outra no Hospital Universitário de Uppsala (S.G.O Johansson, Hans Bennich e Leif Wide). No Hospital Universitário de Uppsala a equipa desenvolveu um método para medir os níveis da substância nas amostras de sangue e, posteriormente, foi feita a ligação entre os anticorpos IgE e os sintomas de alergia. Estas descobertas foram apresentadas à Pharmacia com a intenção de criar um teste comercial de alergias. Com a ajuda da tecnologia em sanduíche, desenvolvida por Leif Wide, foi estabelecido o produto Phadebas RAST e, com ele, a posição de liderança de que a ImmunoDiagnostics ainda goza a nível dos testes de alergias.

Segue-se um breve resumo do percurso desde um pequeno grupo de investigação e desenvolvimento dentro da Pharmacia, até à empresa líder independente em que se transformou.

2011

  • A Thermo Fisher Scientific adquire a Phadia.

2010

  • Introdução do Phadia 2500 e Phadia 5000

2009

  • Introdução do ImmunoCAP ISAC
  • Aquisição da VBC Genomics na totalidade.

2007

  • O principal proprietário é a empresa financeira britânica Cinven.
  • Aquisição de partes da VBC Genomics.

2006

  • Apresentação do novo nome da empresa Phadia.

2005

  • ImmunoCAP Rapid, o primeiro teste local de alergias para cuidados primários.
  • Lançamento do EliA no ImmunoCAP 250.
  • A elevada capacidade e automatização tornam-no ideal para laboratórios que executem 80 a 400 testes a doenças auto-imunes por dia.

2004

  • Estabelecimento da Pharmacia Diagnostics AB como empresa nova e independente em Uppsala.
  • PPM Venture e Triton são os novos proprietários principais.
  • Apresentação do ImmunoCAP 250; a família de instrumentos ImmunoCAP está completa, com sistemas para laboratórios de todas as dimensões.

 2003

  • A Pfizer adquire a Pharmacia.

 2002

  • Lançamento do ImmunoCAP 1000 no resto do mundo.
  • Apresentação do conceito de interpretação de resultados de anticorpos IgE específicos quantitativos, relativamente à probabilidade de sintomas alérgicos.

 2001

  • Apresentação do ImmunoCAP 1000 JP, um sistema especialmente concebido para os grandes laboratórios no Japão.
  • Apresentação do EliA, uma nova tecnologia que permite o manuseamento automatizado dos testes de auto-imunidade com ImmunoCAP 100E.
  • Lançamento do Phadiatop Infant, um teste "sim/não" de atopia especialmente concebido para crianças.

2000

  • A Pharmacia & Upjohn adquire a Monsanto.
  • O novo grupo corporativo é denominado Pharmacia Corporation.
  • Re-introdução do nome Pharmacia Diagnostics.
  • Apresentação do ImmunoCAP 100E, que também pode ser utilizado para testes de auto-imunidade.

 1997

  • Aquisição da empresa alemã Elias - uma empresa com forte posição nas áreas dos testes a doenças auto-imunes.
  • Tem início o desenvolvimento dos testes de auto-imunidade para UniCAP, como complemento à Varelisa de Elias.

 1995

  • A Pharmacia integra a empresa americana Upjohn, e o nome muda para Pharmacia & Upjohn Diagnostics.
  • Lançamento do ImmunoCAP 100 como primeiro instrumento a integrar o manuseamento automático de amostras, um processador, equipamento de medição e avaliação de dados.
  • Há novas melhorias na química ImmunoCAP.

 1993

  • A Procordia compra a empresa italiana Farmitalia Carlo Erba, e o nome muda para Pharmacia.
  • Re-introdução do nome Pharmacia Diagnostics.

 1992

  • As operações diagnósticas tornam-se parte da Kabi Pharmacia, agora conhecida como Kabi Pharmacia Diagnostics.

 1991

  • Apresentação do AutoCAP, um novo processador automático para o Pharmacia CAP System.

 1990

  • A Procordia, uma empresa sueca, adquire a Pharmacia e integra as operações farmacêuticas com a sua própria empresa farmacêutica, a Kabi.
  • Wallay Oy é despojado.

1989

  • Lançamento do Pharmacia CAP System, o “RAST de segunda geração” que substitui o velho disco de papel com um novo ImmunoCAP de fase sólida.

1986

  • Lançamento do Phadiatop, um teste "sim/não" para alergias por inalação.
  • Aquisição da empresa finlandesa Wallac Oy.

1981

  • É apresentado o Phadezym RAST (RAST com marcador enzimático em vez de radioactivo).

1978

  • A divisão farmacêutica da Pharmacia lança extractos alergénios para imunoterapia, com base no material de origem de alta qualidade da Allergon.

1976

  • Início da construção da fábrica Pharmacia Diagnostics em Fyrislund, Uppsala.
  • Apresentação do Phadebas IgE PRIST, um teste de IgE total melhorado.

1974

  • Lançamento do Phadebas RAST.
  • Pela primeira vez é possível medir anticorpos IgE para alergénios específicos; inicialmente o painel inclui apenas alguns alergénios.

1972

  • É apresentado o Phadebas IgE Test (para IgE total), o primeiro teste de alergias.

1971

  • A Pharmacia adquire a Allergon AB, uma empresa sueca que irá tornar-se líder mundial na produção de material de origem alergénio e um marco nos testes de alergias da Pharmacia Diagnostics.

1970

  • Apresentação do primeiro produto, Phadebas Amylase Test, um teste da enzima amilase.

 1967

  • Descoberta do IgE em Uppsala pelos investigadores S.G.O Johansson, Hans Bennich e Leif Wide.
  • Formação de um grupo de diagnóstico dentro da Pharmacia e início do desenvolvimento de um teste diagnóstico para medições IgE.